Arquivo de etiquetas: imortalidade

Imortalidade? Sim, existe um animal que finta a morte.

turritopsis_nutricula

McLeod? Não, esse também era imortal, mas terá de pensar mais pequeno, muito mais pequeno, mas ainda assim, visível a olho nu. Turritopsis nutricula é um hidrozoário, uma medusa, e é considerado pelos cientistas o único animal que consegue enganar a Morte.

Todos os organismos (de acordo com a actual crença) estão condenados a morrer, depois de terem completado o seu ciclo de vida. Os hidrozoários são uma grande classe de animais predadores que vivem principalmente em água salgada, e o seu ciclo normal de vida começa com um ovo fecundado, que se desenvolve embrionáriamente e culmina numa larva minúscula e ciliada, estas larvas quando encontram um substrato no mar, fixam-se, desenvolvendo-se então num pólipo.

O pólipo é a segunda fase do desenvolvimento, lembra grosseiramente uma pequena árvore e nos seus caules forma-se pequenos rebentos (brotos) e o pólipo reproduz-se assexuadamente, Nas extremidades, porém, formam-se medusas, a forma adulta dos hidrozoários. No interior da medusa formam-se gónadas que libertam óvulos e espermatozóides na água do mar. Após o sexo a medusa tem o bom senso de morrer. No mar ocorrerá a fecundação e recomeça o desenvolvimento embrionário e a larva, fechando o ciclo.

Ciclo de vida de Obelia sp. um hidrozoário obtido em: www.ville-ge.ch
Ciclo de vida de Obelia sp. um hidrozoário obtido em: www.ville-ge.ch

Mas a Turritopsis nutricula faz uma magia biológica, ela, depois de libertar os óvulos e espermatozóides, reverte o seu ciclo biológico, e retorna para a forma juvenil. Este processo é chamado de transdiferenciação e é muito parecido com o envelhecimento normal. Um dos mecanismos mais usados neste processo é a apoptose, um suicídio celular programado. Aparentemente o processo de envelhecer e rejuvenescer pode acontecer ad infinitum, tornando o organismo virtualmente imortal

Aparentemente simples, este processo tem feito com que muitos investigadores se interessem por estas medusas de 5 mm numa corrida pelo elixir da juventude. Todos querem saber como retroceder o relógio do tempo

Fonte:[scienceblogs.com.br]