Arquivo mensal: Agosto 2009

Raúl Solnado – A minha Homenagem

A minha homenagem a este Senhor do Teatro,  da comédia e do humor. Acho que até hoje, não houve igual, pelo menos neste neste tipo de humorismo, refinada e com textos que transcreviam o que ele via através da sua lupa gigante, ….as coisas mais além….

Solnado sempre traduziu, escreveu ou adaptou os seus textos.

[youtube Cg-A8OtB-MI nolink]

[youtube Z2DJsCWPQe4 nolink]

[youtube QSLpzrIFLJo nolink]

[youtube htvVRM4K8MY nolink]

[youtube iRvtUWGdYdQ nolink]

Que descanse em paz…. e obrigado por momentos inesquecíveis.

P.s. Raúl Solnado , confessou numa entrevista recente que “Para quem está à espera de ler as velhas rábulas de Raul Solnado, vai ter uma agradável surpresa. “Não vou dizer que textos tenho, mas posso garantir que embora já os tenha escrito há algum tempo, nunca foram publicados nem lidos a ninguém”, espero um dia ver esses textos interpretados por um humorista Português.

Imortalidade? Sim, existe um animal que finta a morte.

turritopsis_nutricula

McLeod? Não, esse também era imortal, mas terá de pensar mais pequeno, muito mais pequeno, mas ainda assim, visível a olho nu. Turritopsis nutricula é um hidrozoário, uma medusa, e é considerado pelos cientistas o único animal que consegue enganar a Morte.

Todos os organismos (de acordo com a actual crença) estão condenados a morrer, depois de terem completado o seu ciclo de vida. Os hidrozoários são uma grande classe de animais predadores que vivem principalmente em água salgada, e o seu ciclo normal de vida começa com um ovo fecundado, que se desenvolve embrionáriamente e culmina numa larva minúscula e ciliada, estas larvas quando encontram um substrato no mar, fixam-se, desenvolvendo-se então num pólipo.

O pólipo é a segunda fase do desenvolvimento, lembra grosseiramente uma pequena árvore e nos seus caules forma-se pequenos rebentos (brotos) e o pólipo reproduz-se assexuadamente, Nas extremidades, porém, formam-se medusas, a forma adulta dos hidrozoários. No interior da medusa formam-se gónadas que libertam óvulos e espermatozóides na água do mar. Após o sexo a medusa tem o bom senso de morrer. No mar ocorrerá a fecundação e recomeça o desenvolvimento embrionário e a larva, fechando o ciclo.

Ciclo de vida de Obelia sp. um hidrozoário obtido em: www.ville-ge.ch
Ciclo de vida de Obelia sp. um hidrozoário obtido em: www.ville-ge.ch

Mas a Turritopsis nutricula faz uma magia biológica, ela, depois de libertar os óvulos e espermatozóides, reverte o seu ciclo biológico, e retorna para a forma juvenil. Este processo é chamado de transdiferenciação e é muito parecido com o envelhecimento normal. Um dos mecanismos mais usados neste processo é a apoptose, um suicídio celular programado. Aparentemente o processo de envelhecer e rejuvenescer pode acontecer ad infinitum, tornando o organismo virtualmente imortal

Aparentemente simples, este processo tem feito com que muitos investigadores se interessem por estas medusas de 5 mm numa corrida pelo elixir da juventude. Todos querem saber como retroceder o relógio do tempo

Fonte:[scienceblogs.com.br]